A arte de gritar silenciosamente

Ganhei este livro recentemente, e achei interessante as colocações que o autor faz (The Art of Shouting Quietly), escrito por Pete Mosley. Ele apresenta um guia para autopromoção, especialmente focado para pessoas introvertidas ou tímidas.

Como em outros livros de autoajuda semelhantes, existem algumas páginas com exercícios onde o leitor descreve sua situação atual, ou faz alguma reflexão, por exemplo para listar as coisas que gosta de fazer, as coisas que você sabe fazer bem, e observar sua procrastinação.

É um pouco difícil ser uma pessoa quieta e reservada hoje em dia, enquanto os outros estão se promovendo em eventos e nas redes sociais.

Mas é possível ser introvertido e tímido, basta usar estas características a seu favor. O primeiro passo seria focar nos aspectos positivos ao invés de fraquezas.

Primeiro, dê tempo ao tempo, você não precisa reagir rapidamente, dar aquela resposta importante na hora. Neste momento você pode usar de reflexão e análise para chegar a uma conclusão mais adequada. Temos o direito de levar tempo. Pessoas introvertidas geralmente conseguem avaliar as situações, pesar as evidências e perseverar até conseguir uma solução adequada.

Pessoas introvertidas naturalmente falam menos e consequentemente escutam melhor as outras. Elas são determinadas e conectadas, e são também mais atentas às coisas, passo fundamental para chegar à mindfulness.

Um ponto importante é ter claro seus valores e objetivos, seja salvar o planeta, melhorar sua comunidade, fazer alguma coisa melhor, o que quer que seja. Seus valores vão facilitar criar empatia com os outros, melhorar relacionamentos, construir parcerias e permitir atingir seus objetivos.

O livro possui 162 páginas, com estes e outros temas para te ajudar a se promover e evitar os percalços enquanto procura sucesso no que faz. Um desses problemas é a chamada “síndrome do impostor”. Mesmo sendo competentes e habilidosas no que fazem, algumas pessoas se sentem uma fraude, e se convencem de que não merecem o sucesso e prestígio atingido. É preciso reconhecer o problema, observar onde ele está te prejudicando, e saber que você merece suas realizações. Talvez você precise se cercar de pessoas positivas e que te dêem suporte para ser alguém melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.