Academias ao ar livre

Achei um exemplo que me parece ser bem sucedido aqui em Belo Horizonte e que apesar de não se tratar de tecnologia em si, de alguma maneira o design das praças e a incorporação das “academias ao ar livre” levaram a uma mudança significativa na vida da população, ao menos aqui no bairro onde moro. A praça virou ponto de encontro para os que praticam atividade física e também aos idosos que viram uma oportunidade de se exercitarem, mudando assim a rotina do pessoal do bairro, que antes nem saía de casa.

Colaboração por Rodolfo Bergamaschine

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *